segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Eugênio Aragão: Caiu o véu da mentira. Não há mais como negar: o golpe foi comprado.

27.02.2017, Eugênio Aragão, Brasil 247



É assim que se despedaça e trucida a democracia: dando o poder a quem perdeu as eleições, garantindo aos derrotados uma fatia gigantesca do governo usurpado e até a nomeação de um dos seus para o STF, para assegurar vida mansa a quem tem dívidas com a justiça. A piscadela de Alexandre de Moraes a Edison Lobão, na CCJ, diz tudo.

Assistiremos a tudo isso sem nenhum sentimento de pudor?




Temer e a pouca vergonha de nossos tempos

Por Eugênio Aragão

As frações de informação tornadas públicas na entrevista do advogado José Yunes, insistentemente apresentado pelos esbulhadores do Palácio do Planalto como desconhecido de Michel Temer, embrulham o estômago, causam ânsia de vômito em qualquer pessoa normal, medianamente decente.

Conclui-se que Temer e sua cambada prepararam a traição à Presidenta Dilma Vana Rousseff bem antes das eleições de 2014. A aliança entre o hoje sedizente presidente e o correntista suíço Eduardo Cunha existia já em maio daquele ano, quando o primeiro recebeu no Palácio do Jaburu, na companhia cúmplice de Eliseu Padilha, o Sr. Marcelo Odebrecht, para solicitar-lhe a módica quantia de 10 milhões de reais. Não para financiar as eleições presidenciais, mas, ao menos em parte, para garantir o voto de 140 parlamentares, que dariam a Eduardo Cunha a presidência da Câmara dos Deputados, passo imprescindível na rota da conspiração para derrubar Dilma.


Temer armou cedo o golpe que lhe daria o que nunca obteria em uma disputa democrática: o mandato de Presidente da República. Definitivamente, esse sujeitinho não foi feito para a democracia. É um gnomo feio, incapaz de encantar multidões, sem ideias, sem concepções, sem voto, mas com elevada dose de inveja e vaidade. Para tomar a si o que não é seu, age à sorrelfa, à imagem e semelhança de Smeágol, o destroncado monstrengo do épico "O Senhor dos Anéis".

Muito ainda saberemos sobre o mais vergonhoso episódio da história republicana brasileira, protagonizado por jagunços da política, gente sem caráter e vergonha na cara, que só conseguiu seu intento porque a sociedade estava debilitada, polarizada no ódio plantado pela mídia comercial e reverberado com afinco nas redes sociais, com a inestimável mãozinha de carreiras da elite do serviço público.

O resultado está aí: o fim de um projeto nacional e soberano de desenvolvimento sustentável e inclusivo. A mais profunda crise econômica que o país já experimentou. A desconstrução do pouco de solidariedade que nosso Estado já prestou aos mais necessitados. A troca do interesse da maioria pela mesquinhez gananciosa e ambiciosa da minoria que, "em nome do PIB" ou "do mercado", se deu o direito de rasgar os votos de 54 milhões de brasileiras e brasileiros. Rasgaram-nos pela fraude e pelo corrompimento das instituições, com o único escopo de liquidar os ativos nacionais e fazer dinheiro rápido e farto, como na privatização de FHC. Dinheiro que o cidadão nunca verá.

É assim que se despedaça e trucida a democracia: dando o poder a quem perdeu as eleições, garantindo aos derrotados uma fatia gigantesca do governo usurpado e até a nomeação de um dos seus para o STF, para assegurar vida mansa a quem tem dívidas com a justiça. A piscadela de Alexandre de Moraes a Edison Lobão, na CCJ, diz tudo.

Assistiremos a tudo isso sem nenhum sentimento de pudor?

A essa altura dos acontecimentos, o STF e a PGR só podem insistir na tese da "regularidade formal" do impedimento da Presidenta Dilma Rousseff com a descarada hipocrisia definida por Voltaire como "cortesia dos covardes".

Caiu o véu da mentira. Não há mais como negar: o golpe foi comprado e a compra negociada cedinho, ainda no primeiro mandato de Dilma. O golpe foi dado com uma facada nas costas, desferida por quem deveria portar-se com discreta lealdade diante da companheira de chapa. O Judas revelado está.

E os guardiões da Constituição? Lavarão as mãos como Pilatos - ou tomarão vergonha na cara?



18 comentários:

Mimi disse...

Verdadeiro e inteligente o comentario do Sr Aragão.

Anônimo disse...

Cadê as fontes?
Tudo se resume em mimimi
Ah. Lembrando. TEMER era da mesma chapa q Dilma.
Tchau querida!

PCI disse...

Que louco ainda perguntarem "cadê a fonte?" Esse país não tem jeito porque existe muita gente ignorante

Anônimo disse...

só não entendi uma coisa, quem elegeu o Temer ? esse Governo que está aí foi vocês que elegeram, de quem é a culpa ?

ANA LIGIA FERREIRA CAVALCANTI disse...

Ainda temos muita gente imbecil, que acha que se vota em vice.

Sonia Lacerda disse...

Derrubar o Temer já

Átila Oliveira disse...

São sempre assim anonimos

Tarcisio disse...

A pergunta imbecil quem elegeu o Temer? Ou cadê as fontes?
São próprias dos golpistas!
Caiu realmente o véu...
Só existe um traidor! é esse usurpador.
Fora! Temerr!

Anônimo disse...

Coxinha diz que a culpa do Renan não ter escrupulos é de quem votou na Dilma, cujo vice era o Michel, cujo amigo é o Renan...é muita cara de pau...por isso, o Brasil tem esse governo golpista.

rONel disse...

Isso continuem com essa divisão, é isso que fortalece a classe corrupta de políticos onde, hoje, TODOS são ladrões e quem os defende é cúmplice.
Enquanto coxinhas e mortadelas se digladiam, o caviar alimenta os corruptos eleitos que riem do povo ignorante que os elegeram.

Gustavo Horta disse...

COMO É QUE PODE? PAÍS SEM PUDOR.
CADA UM TEM A SUA "JUSTIÇA".
TODOS NA QUADRILHA!

A QUADRILHA SE ASSUME COMO QUADRILHA, SEM MEDO DE SER FELIZ!
E O POVO QUE SE FODA!


Assim é. País sem pudor! TERIA SIDO UM GOLPE? TERIA SIDO UM GOLPE COMANDADO PELOS PODERES DA REPÚBLICA, SOB DOGMAS DOS PODEROSOS MULTI-NACIONAIS E GOVERNOS EXTERNOS?
> https://gustavohorta.wordpress.com/2017/01/05/assim-e-pais-sem-pudor-teria-sido-um-golpe-teria-sido-um-golpe-comandado-pelos-poderes-da-republica-sob-comando-dos-poderosos-internacionais/


"TERIA SIDO UM GOLPE? TERIA SIDO UM GOLPE COMANDADO PELOS PODERES DA REPÚBLICA, SOB DOGMAS E PATROCÍNIO DOS PODEROSOS MULTI-NACIONAIS E GOVERNOS EXTERNOS?

O que você acha? Você ainda tem dúvidas?
Não as tem? Está convencido de que foi um golpe? Está convencido de que não foi um golpe?
Em qualquer dos dois casos pouco ou, no segundo caso, nada esta crônica poderá acrescentar.

Se você está convencido de que foi um golpe esta crônica apenas ilustra mais alguns fatos que eventualmente irão corroborar seu entendimento. ..."

Anônimo disse...

Casa com uma mulher espera ela te trair, ai tu me responde se continuas ou não com ela.

Ismael Silva disse...

Anônimo28 de fevereiro de 2017 17:19.Não sei se sabia,mas havia uma coligação,assim como houve no primeiro mandato dela,nos dois mandatos do Lula e nas demais coligações de outros partidos,inclusive no candidato que você votou.Então,não banque o otário ao dizer essa besteira.Primeiro:Mesmo que o golpista (Temer e seus parceiros do PSDB e DEM,responsável pelo golpe)tivesse tomado o poder por direito constitucional,no caso de um afastamento(não foi o que aconteceu)ele não poderia fazer estas reformas impopulares sem consultar a opinião pública(também não aconteceu).Logo,o programa de governo imposto por ele e seus cúmplices não seria eleito.A culpa do golpe é de quem apoiou,como você.Entendeu,ou quer que desenhe.

Carlos Roriz Silva disse...

Dilma errou mesmo em colocar o Temer, presidente do PMDB, partido dos conchavos! Mas ele foi golpista ao mudar o programa de governo! Traíra.

Psic. Paulo R. Rech disse...

Sr Anão, digo, Anônimo, temos visto que alguns se escondem na frase "não fui eu que votei" para fugir da responsabilidade do "fui eu que tirei" e principalmente para fugir da responsabilidade diante deste governo que não representa ninguém, pois os 54 milhões não votaram nele e os que perderam também não votaram, portanto, esse é o governo de ninguém. Defendido por alguns Anônimos. O Sr defende o Gov Temer ou espera o Aécio Bolsonaro?

Unknown disse...

Esses anônimos já se entregam, vergonha de por cara e nome. Deveria usar golpista, seria mais ético!

Priscila C. Braga disse...

Eu não votei na Dilma. Não elegi Temer. Isso não é "mimimi", só não enxerga esse golpe quem é muito burro. O pior cego é aquele que não quer ver. Independente quem tenha elegido esse cretino, não dá para simplesmente fingir que não estamos vendo o que ele está fazendo com o Brasil e principalmente com os brasileiros. Estamos todos no mesmo barco, indo para o mesmo buraco! Acordem!

Anônimo disse...

A tentativa de fazer crer que a quadrilha PT,PMDB e outros CONTUMAZES corruptos desde o mensalão seriam os sauvadores da Pátria, é mediocridade total. Esse presidente da República não é o que o país precisa. Mas, a competência pelo menos da equipe econômica da alguma esperança de revertermos a queda vertiginosa que a presidente afastada e sua desnorteada e comprometida equipe rumo à falência como nação. Perderam a memória e a coerência.